Na visão do psiquiatra suíço Carl Jung, desde sempre,  faz parte da jornada dos seres humanos a busca por um lugar seguro, no qual possamos criar, desenvolver e registrar a nossa história. 
       Casa é aquele lugar para onde queremos voltar nos dias chuvosos, é acolhida, é  aconchego. Lugar onde temos vínculo, confiança e respeito. Casa é afeto, é  cuidado, é direito de todos.

        Consideramos que um grupo pode influenciar, um indivíduo, uma família e outro grupo. Este por vez, vai ser influenciado por todos os membros da rede, criando, assim, redes facilitadoras e promotoras de saúde e motivações no viver. Então, a construção destes encontros produz uma teia de solidariedade e de apoio emocional uns aos outros, em condições de gerar uma forma de enfrentamento à insegurança, diante da pandemia e a baixa autoestima.

       As unidades de acolhimento serão utilizadas como moradia dos usuários acolhidos, endereço de referência e deverão prover condições de repouso, espaço de estar e convívio, guarda de pertences, lavagem e secagem de roupas, banho e higiene pessoal, vestuário e pertences. A acessibilidade deverá observar as normas da ABNT.

Conheça mais sobre nossas Casas de Acolhimento
casa planaltina.jpg
Casa taguatinga.jpg
GUARA LOGO CERTA.png
Gama.jpg